SE INSPIRA

Música para entrada do noivo

Foi-se o tempo que o “tan tan tan tan…” era marcado como a entrada da noiva. Hoje a escolha da música é feita para contar uma história no caminho do altar. É a maneira de usar a letra da música para expressar tudo o que gostaria de falar naquele momento.

As marchas nupciais foram popularizadas pela princesa britânica Victória, em 1858 quando se casou com o Príncipe da Prússica Frederick William. Ela utilizou a marcha nupcial de Wagner (o famoso “lá vem a noiva”) para a sua entrada e a marcha nupcial de Mendelssohn (o querido “tan tan tan tan”) para a sua saída. Essas duas músicas inspiraram milhares de noivas do mundo inteiro.

A marcha é uma escolha certa, mas pode surpreender e escolher uma música que traduza sua personalidade, o seu momento. Não existe regra! A canção precisa falar por você e, vez em quando, uma melodia pode significar mais do que qualquer poema de Tom Jobim.

Em conversa com Lorenza Pozza, cantora curitibana do projeto “Música para Casar”, uma trilha sonora personalizada, artística e cheia de sentimentos bons é um toque autêntico para o tão esperado “sim”. Ela ainda deu dicas de como as canções podem marcar a história do casal de maneira sofisticada e romântica. Confira!

– O noivo(a) pode escolher uma canção que faça sentido para a sua vida ou para sua história de amor;
– A entrada do noivo(a) pode ser mais animada, mais dramática, mais leve, mais intensa, dependendo da escolha da segunda música;
– É bastante provável que os convidados lembrem-se por muito tempo da música da entrada do noivo(a) (e você vai se emocionar cada vez que a escutar na rádio, no restaurante, no café – infelizmente, a marcha nupcial não toca nas rádios por aí e por isso, não vai te proporcionar este tipo de lembrança);
– Os convidados se surpreendem pois acham que a marcha nupcial será tocada até o final e são pegos de surpresa quando começa a segunda música.

Alguns noivos ainda ficam com pena de deixar a marcha nupcial de lado… Afinal, é a música marcante quando se fala em casamento! Mas para não deixa-lá de fora, existe a possibilidade de fazer a marcha como uma introdução para outra música: o noivo(a) só entra na segunda canção, sendo a marcha nupcial apenas um anúncio – responsável por criar toda a expectativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s